sábado, 30 de maio de 2009

Meu lindo cão...


Para tudo na vida se quer sorte
e a maldade humana é poderosa
este lindo cão serra da estrela um amor de verdade
foi abandonado a minha porta há 7 anos acabado de cegar 
por alguém muito mau que lhe deve ter batido e o cegou
tratei do animal e com ele fiquei 
se fez um cão lindo amigo de crianças 
muito educado um amor de verdade
andava solto mas tudo sabia era como se visse 
até que ontem estava deitado na berma da estrada á sombra
e mais uma vez a maldade humana falou mais alto 
e alguém o matou 

6 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PRINCESA, A MALDADE É ALGO EM ESCENDO NESTE E OUTROS PAÍSES... UMA TRISTEZA!!!
GRATA PELA VISITA AO MEU CANTINHO DAS FOTOS E POEMAS... ADOREI FICAR A CONHECER O TEU!!!
VOTOS DE UM BOM SÁBADO,
ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Daniel Savio disse...

É meio complicado, pois as pessoas tentam fazer maldade para tentar diminuir sua infelicidade, tentar fazr o mal...

Mas isto não dá certo.

Fique com Deus, menina Princesa.
Um abraço.

f_terapia disse...

Recorda os bons momentos que passaram juntos. A morte é uma invenção dos Homens. Ele estará algures, feliz por ter partilhado contigo uma parte da sua vida.

Beijos

Isabel Preto disse...

Princesa:
cada vez que te descubro, gosto mais de ti, pois tratares deste cãozinho mostra a tua beleza, como pessoa.
Estou contente, por te ter descoberto, pois amigas de verdade são raras de encontrar.

J. Araújo disse...

Aí como cá, temos os seres que se dizem humanos, mas são piores que os animais. Eles não matam por maldade, apenas pra se defender ou alimentar. Quanta covardia!!

Bjs

Tais Luso de Carvalho disse...

Amiga Princesa: obrigada pelo seu comentátio e visita ao meu blog.

Quanto a esse cachorrinho, é lamentável, já que sou uma defensora de todos os animais. Acho errado quando dizem - quando cometemos alguma atrocidade - que somos uns animais! Não: animais não agem assim; eles matam para comer ou quando atacados.

Nós somos gente, os únicos que são dignos de pena. Assim como podemos ser um gênio, podemos ser feras pensantes e diabólicas.

um beijo
tais luso